CRISE – PERIGO – OPORTUNIDADE

A palavra chinesa “crise” é formada por dois caracteres: “perigo” e “oportunidade”

A crise não vem de hoje e nem de ontem, por toda a história a humanidade já passou por algum tipo de crise, seja ela provocada por desastres naturais, calamidades ou até mesmo pelo homem. Falando de empreendedorismo as empresas também enfrentam crises similares, podendo causar grandes ameaças a organização. Exigindo, de certa forma, uma ação rápida para reverter a situação.
No entanto, a forma de como cada organização enfrenta a crise pode dizer muito. Pensando no modo de cada empresa, o mercado de trabalho seleciona as mais destacadas. Pelo simples fato de ter encontrado uma maneira de “dar a volta por cima”.
A liderança durante uma crise é essencial, pois uma tomada de decisão rápida, precisa e efetiva é muito crítica. Se uma crise for bem administrada o seu “estrago”, certamente, será muito menor, assim dando novas chances a empresa.


A crise, por sua vez, não deixa de ser um grande perigo para a organização, mas também pode-se haver uma enorme oportunidade. Encontrar o lado bom em todo canto é essencial para manter o otimismo sempre ativo, até porque uma pessoa pessimista não conseguirá encontrar uma grande oportunidade dentro de uma situação que deixa toda sua organização arrisca.
Deve-se estudar o caso, pensar maneiras certeiras de sair logo disso, e se demorar para que isso acabe, é necessário planejar com clareza como aguentar firmemente essa fase pela qual se encontra. Pode-se encontrar formas de se diferenciar de todo resto, agindo sob a crise, buscando soluções, o resto será apenas resto, perto do que a sua empresa poderá se tornar em cima da crise.